SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
A Promessa

A PROMESSA

*José Dias


 

Durante o período em que estive afastado da congregação dos santos, nunca deixei de saber onde estava à salvação, nunca tive dúvidas que devemos adorar apenas ao Senhor Deus, nunca perdi a consciência de que existe um único mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo. Havia certeza em mim que se continuasse na situação que estava não tinha a menor esperança de salvação da minha alma. Pedia a Deus que a vinda de Cristo demorasse e que minha vida fosse prolongada, para não morrer sem salvação.

 

Durante este período, casei e tive duas filhas. Sempre que havia oportunidade falava para elas que eram católicas, juntamente com a mãe, para jamais dirigir orações ou súplicas a qualquer santo, imagem ou quem quer que fosse. Somente Deus deveria ser o destino de nossas orações.

 

Às vezes ia com minhas filhas ao culto numa igreja evangélica que ficava próximo a nossa residência. Para elas irem ouvindo a Palavra de Deus e tomando gosto pelo Evangelho.

 

Destes acontecimentos, surgiu uma história interessante: minha sobrinha nasceu com um problema raro, sem a chamada “moleira”. Os médicos disseram que ela deveria ser operada antes de completar um ano de idade, a partir daí ela correria risco de vida, pois com o crescimento natural do cérebro, a cabeça sem a “moleira” faria com que a massa encefálica fosse danificada. Ao completar sete meses foi marcada a cirurgia, e toda família avisada que seria um procedimento de alto risco.

 

Na semana da cirurgia, toda a família da minha esposa dirigiu-se a Aparecida do Norte. Foram fazer preces à santa para que tudo saísse bem na cirurgia. Minha esposa e filhas também foram.

 

Dentro do santuário, em frente à santa, minha filha Évane fez a seguinte promessa: “Deus se tudo sair bem na cirurgia e a Giovanna sobreviver, prometo que a encaminharei numa Igreja Evangélica”.

Veja bem, isso foi dito em frente à santa da penitência dos católicos.

 

A cirurgia foi um sucesso e não tenho dúvidas que aquela oração aparentemente fora de lugar, moveu a mão de Deus e salvou minha sobrinha. Foi uma cirurgia tão complicada e importante para a medicina, que foi mostrada tempos depois num canal de televisão.

 

Hoje a Giovanna está com a saúde perfeita, e o mais importante, está servindo a Deus juntamente conosco numa Igreja Evangélica, conforme promessa feita, não a Nossa Senhora Aparecida, mas ao nosso Deus, único que pode nos socorrer nas horas de grande aflição.

 

Minha filha nunca esqueceu o que lhe foi ensinado, e quando precisou de uma grande ajuda, não se importou em que lugar estava, dirigiu-se a quem pode realmente nos ajudar nos momentos difíceis, que é o Deus do céu, o maravilhoso Deus. Isto só vem comprovar o que Salomão escreveu em Provérbios 22.6: Ensina a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.

 

Por isso nunca desista de ensinar a seus filhos, pequeno ou adolescente sobre as verdades de Deus. Você estará “encucando” neles o caminho da salvação, e sem dúvida seus filhos terão a oportunidade de ter um futuro garantido.

 

 Ao Senhor Deus e só ao Senhor, toda glória, para sempre. Amém!

 

*Editor do Site

www.santovivo.net