SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
A Cura Divina é Um Mistério

A CURA DIVINA É UM MISTÉRIO?

J. Dias


O Pentecostalismo chegou ao Brasil no início do século 20. As primeiras igrejas foram Assembléia de Deus e Congregação Cristã do Brasil. Nestas igrejas a ênfase era o Batismo com o Espírito Santo, o falar em línguas estranhas.


Nos anos 50, inicia-se no Brasil a chamada segunda onda do pentecostalismo, com surgimento das igrejas O Brasil para Cristo, Deus é Amor e principalmente a chegada da Igreja do Evangelho Quadrangular. A importância da chegada da IEQ, é que ela trouxe algo novo para o cenário pentecostal brasileiro, a ênfase na cura divina.


A cura divina está presente em toda a Bíblia, iniciou-se com Abraão, quando este orou pela cura de Abimeleque, rei de Gerar e sua família. Abraão chegou a Gerar, terra dos filisteus e por medo de o matarem para tomar Sara, disse que ela era sua irmã. O rei de Gerar, Abimeleque levou a esposa de Abraão para seu palácio. Deus apareceu a Abimeleque em sonhos e avisou que não tocasse na mulher de Abraão. Logo ele devolveu a mulher a seu marido e Abraão orou a Deus, que sarou Abimeleque e as mulheres deste voltaram a ser férteis já que Deus as havia tornado estéreis, para mostrar ao rei filisteu todo o seu poder, conforme está escrito em Gênesis 20;17.


Mas a cura divina, sempre foi considerada um mistério para muitos cristãos. Será realmente um mistério? Porque nem todos são curados?


Estas perguntas nem sempre encontram respostas convincentes para quem não recebeu a tão esperada cura. Mas se serve de consolo, temos pessoas na Bíblia, gente que tinha uma comunhão inquestionável com Deus, que  não receberam respostas para suas súplicas.


Ninguém duvida da intimidade de Paulo com Deus, mas ele conta que pediu três vezes a cura do que ele chama de “espinho na carne”, mas não foi atendido (II Cor 12; 7-9). Paulo também escreve a Timóteo e diz que deixou Trófimo doente em Mileto (II Tm 4;20). Também aconselha Timóteo a tomar água com um pouco de vinho devido às suas constantes enfermidades (I Tm 5;23).


Nós sabemos que Paulo era um homem usado por Deus em curas divinas, e que com certeza ele não deixaria de orar pela cura de amigos como Timóteo e Trófimo. Por que então eles não foram curados?


Eliseu orou a Deus e o filho da sulamita voltou à vida. Mandou Naamã mergulhar sete vezes no Jordão e ele foi curado de lepra. Mas o mesmo Eliseu morreu de uma doença, conforme está escrito em II Reis 13;14, será que ele não orou a Deus por sua própria cura?


O mesmo Deus que livrou maravilhosamente Pedro da prisão, não livrou Estevão da morte. O mesmo Deus que quebrou as correntes que prendiam Paulo e Silas, não agiu para livrar Tiago da mão de Herodes. Nem por isso os apóstolos passaram a acreditar menos em Deus, pelo contrário cada vez que um fato deste acontecia, a igreja era fortalecida, os irmãos tinham mais animo para lutar pelo Evangelho. Os períodos de perseguição, sempre purificaram a igreja, por que só permaneciam os verdadeiros cristãos.


Então nem todos podem ser curados? O poder de Deus é limitado? Isto não é verdade, o poder Deus é ilimitado, Ele é invencível. O que acontece é que nós muitas vezes pedimos algo que não é a vontade de Deus, ou pedimos sem a devida reverência, ou ainda não temos fé e sem fé é impossível agradar a Deus.


Mas o que é preciso para que aconteça a cura divina, ou um milagre sobrenatural?


Para que aconteça a cura divina, dizem que são necessários três fatores juntos: a fé de quem vai receber a ministração, a fé de quem vai ministrar e a vontade de Deus. Mas esta regra nem sempre é a verdade, por exemplo: quando se ora pela ressurreição de alguém, o morto não pode usar sua fé, o mesmo se aplica a alguém em coma.


Não devemos jamais orar pela cura de alguém com desconfiança ou preocupado se Deus vai curar ou não. Nosso dever é orar, e orar com fé.


Estamos vendo no Brasil, o surgimento do ministério da cura divina. Sabemos que cura divina é dom que Deus nos concede, mas atualmente virou ministério, já que existem igrejas que a única pregação é a cura. Mas é bom que todos saibam que mesmo nessas igrejas que mostram uma cura por minuto, nem todos que vão até lá são curados, o problema é que eles só mostram os que receberam a benção, aí fica a impressão que de lá ninguém sai sem a cura, sem o milagre.

Vejam que eles dificilmente trazem uma pessoa até o púlpito para receber a oração e ser curado ao vivo. Todos os paralíticos são curados no meio do povo, você jamais vê alguém em cadeiras de rodas no púlpito e o pastor mandar a pessoa se levantar. Quando mostram já é a pessoa caminhando e alguém com a cadeira levantada.


Pode ter certeza que em nenhum lugar a cura acontece sempre, porque nem sempre todos são curados. O que fazem na mídia, mostrando só os que recebem o milagre, é para que as pessoas creiam que indo lá serão curados. Isto é uma maneira de encher templos. Mas será que alguém já contou o número enorme de decepcionados, que se acham sem fé e sem direito ao favor de Deus?


Parece que as pessoas não aprendem. Não sabem que Deus é soberano, que Ele vai agir quando quiser. Não sou eu nem você, nem pastor, nem bispo, nem apóstolo que vai ter a primazia sobre Deus. A soberania de Deus, jamais será quebrada por homem algum seja ele quem for. Por isso você não deve ficar correndo atrás de igreja só porque a mídia está mostrando milhares de milagres lá. Permaneça onde foi chamado, orando e perseverando, sabendo que Deus sabe o momento certo de lhe enviar socorro.



www.santovivo.net



FALE CONOSCO/PERGUNTA BÍBLICA

CANAL DE BENÇÃO