SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
Predadores do Evangelho

PREDADORES DO EVANGELHO

J. DIAS


Perguntaram-me em um debate como retirar do meio evangélico os pastores que só querem dinheiro e não tem nenhum interesse em ensinar a Palavra de Deus. A resposta é difícil, pois não há em um curto prazo de tempo uma maneira de mudar essa situação.


Entendo que o grande erro aconteceu na década de 80, quando as igrejas que pregam a teologia da prosperidade começaram a aparecer. Se as igrejas históricas tivessem tomado a dianteira e investido na mídia antes desse pessoal, teríamos hoje mais espaço para combater as barbaridades que eles pregam em nome do evangelho. Mas, infelizmente, os verdadeiros pastores não tem o mesmo acesso a essa grande ferramenta que é a mídia. Dessa forma, o evangelho que é levado ao conhecimento da maioria é esse que vemos na TV, cujo único objetivo é o enriquecimento financeiro da sua liderança.


Essa liderança sem compromisso com a Palavra de Deus, ensina ao seu povo a barganhar com Deus além de fazer nas suas igrejas “leilões de bênçãos”. O incrível é que as pessoas, por estarem fragilizadas, entregam seu dinheiro e muitas vezes até seus bens na mão desses homens. Esses pastores não tem o menor pudor de deixarem famílias sem pagar aluguel e outras contas, por entregarem tudo para eles. Eles convencem o povo a entregar carro, apartamento e tudo que se possa imaginar.

 

São homens sem misericórdia e sem temor a Deus. Fazem descabidas propostas e promessas que sabem que não vai acontecer, mas para eles o importante é receber o dinheiro. O mais triste de tudo isso, é que se alguém cobra a benção não recebida, a resposta é sempre a mesma: você não teve fé suficiente.

 

Tais líderes não querem aproximação com os membros, chegam na igreja e não permitem que as pessoas possam se aproximem deles. Muitos deles se comportam como verdadeiras estrelas do cinema, andam em carros blindados e cercados de seguranças armados. Alguns se deslocam de helicópteros comprados à custa do dinheiro de quem, muitas vezes, não pode sequer comprar uma bicicleta. 


Os testemunhos que você vê na mídia sobre enriquecimento rápido, faz parte do marketing para trazer as pessoas para suas igrejas. O que eles não mostram, são as centenas de pessoas que saem de seus templos desesperadas se achando abandonadas por Deus, porque entregaram tudo que tinham e nada receberam de volta.

 

Conheço uma senhora que deixou numa só reunião o dinheiro que havia juntado com bastante dificuldade para comprar uma geladeira.

 

A inocência das pessoas é tão grande ao ponto de acreditarem que a água do rio Jordão e o óleo trazido de Israel tem poder para curar os males. Eles também, levam as pessoas a acreditarem que uma oração feita no monte Sinai tem mais poder. No entanto, não existe diferença entre uma oração feita em Israel, em um monte qualquer e uma oração feita em sua casa. Sabemos que o ouvido de Deus está em todos os lugares. Não é um óleo de Israel que vai fazer a diferença na cura do doente, mas sim a comunhão com Deus de quem está orando e a fé de quem está recebendo. A água do Rio Jordão tem o mesmo poder da água que jorra na torneira de sua casa, ou seja, nenhum.

 

Por esta razão quando nos criticam devemos compreender, porque é esse o exemplo de evangélicos que eles conhecem através da mídia. O errado é generalizar dizendo que todo pastor só quer dinheiro, pois existem pastores com uma vida de serviços prestados ao Reino de Deus. Estão no ministério há anos sem se preocuparem em angariar riquezas, mas em ganhar almas para o reino de Deus e mesmo assim, são colocados no mesmo patamar dos pastores que envergonham o mundo evangélico.

 

Reconheço que nas igrejas desses falsos líderes, existem pessoas que servem a Deus com sinceridade de coração, foram libertadas de vícios, tiveram suas famílias restauradas e foram curadas de doenças. Porém isso acontece por causa da sua fé e pela graça de Deus, e não porque pagaram.

 

O culto deve ser cristocêntrico, para louvor e adoração ao Senhor. Não faz parte do culto os apelos constantes por dinheiro, invocação a demônios e venda de objetos “ungidos”.

 

Roguemos a Deus para que em sua imensa misericórdia liberte a igreja dos predadores do evangelho e que abra a mente e o coração das pessoas que são enganadas por eles. Que todos passam entender que Deus nos concede a benção por sua imensa graça e amor, sem precisar pagar por ela.

 


www.santovivo.net


Acesse esta mensagem no Youtube:

Predadores do Evangelho
 

 


FALE CONOSCO/PERGUNTA BÍBLICA

CANAL DE BENÇÃO