SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
O Preço a ser Pago

O PREÇO A SER PAGO

Pastor Ageo Silva

Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas” (Ap 3.18).


Estamos vivendo o tempo da secularização da Igreja, ou seja, o mundanismo vai entrando sorrateiramente e se aninhando dentro da Igreja, nas estruturas, nos membros e na liderança da Igreja. O que aumenta a tristeza é a sensação de que o pecado não nos envergonha não nos causa tristeza e nem precisa ser escondido.


Precisamos refletir honestamente sobre nossa vida espiritual e pedir que Deus nos ajude a olhar para dentro de nós – individualmente e Igreja – com desejo de corrigir os erros e confessar nossos pecados.


Precisamos conhecer nosso verdadeiro estado de vida espiritual à luz do que Deus diz em sua Palavra e não no que achamos ou o que nos ensinam algumas pessoas que se intitulam guias espirituais, usando para isso o título de pastores, apóstolos e bispos. Precisamos refletir honestamente sobre a tolerância ao pecado dentro da Igreja e adotar atitudes corretivas e curativas no Corpo de Cristo de acordo com a Bíblia Sagrada para erradicá-lo.


Precisamos ter a coragem e tristeza e não vergonha de confessar que há pecados camuflados dentro da Igreja e que precisam ser tratados como pecado. Pecados que precisam ser confessados a Deus, com arrependimento. Falando o português bem claro e com tristeza diante de Deus:


Pecado de adultério, de fornicação, de defraudações, pecado de maledicência, de vícios não vencidos. Pessoas que usam bebidas alcoólicas ou cigarros com a maior indiferença, pessoas que frequentam barzinhos, boates e motéis por aí; pessoas que não tem controle financeiro, que não pagam suas contas em dia, ou que não pagam de maneira alguma. Crentes que pedem dinheiro emprestado e não pagam nem dão a mínima satisfação a quem lhe emprestou. Tem atitudes carnais contrárias a direção do Espírito Santo, falta de compromisso sério com Deus ou falta do cumprimento dos compromissos assumidos; falta de compromisso sério com a igreja a que pertence; falta de santidade no testemunho e na vida pessoal; falta de vida devocional com Deus. Falta de leitura e meditação na Palavra de Deus. Incredulidade no poder de Deus e no agir do Espírito Santo.


A Igreja do século XXI é a réplica da Igreja de Laodicéia, uma Igreja mundana, com raras exceções.


O texto base dessa reflexão é uma parte da carta a Igreja de Laodicéia, uma das igrejas da Ásia, para a qual Jesus dirigiu somente palavras de censura, embora isso não queira dizer que não amasse aquela igreja. Interessante que nenhuma Igreja quer se identificar com a de Laodicéia. Encontramos várias denominações usando o nome de Igreja de Tal Filadélfia, porém há mais Igrejas parecidas com a de Laodicéia do que com a de Filadélfia.


Cristo nos deu a salvação de graça, mediante a fé no sacrifício que Ele fez por nós na cruz. Mas para se viver a vida cristã como Jesus quer que vivamos, há um alto preço a se pagar: “Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas”.


Não deixa de ser um conselho esquisito da parte do Senhor Jesus: “compre de mim”, pois a Salvação é de graça e pela graça mediante a fé em Jesus. A Bíblia fala de perdão, banquete, roupas brancas, casa no céu, tudo gratuitamente. Algo deveria ter acontecido com a Igreja de Laodicéia para que essa compra fosse necessária, ou seja, para que ela pagasse o preço.


NOSSA VIDA CRISTÃ SERÁ VITORIOSA NA MEDIA EM QUE PAGUEMOS O PREÇO!


Dou-lhe este conselho: compre de mim ouro refinado no fogo, e você se tornará rico” (Ap 3.18).


Deus quer que busquemos coisas de valor, de conteúdo da vida, de espiritualidade e santidade.


Deus conhece as nossas obras: “conheço suas obras” (Ap 3.15). Temos que ser transparentes diante de Deus. Não adianta querer ser indiferente diante de Deus!


Estou rico, adquiri riqueza e não preciso de nada” (Ap 3.17). Infeliz é o crente que se acha satisfeito com sua vida espiritual como está. Santidade é um processo dinâmico de crescimento constante.


NOSSA VIDA DE SANTIDADE INTERIOR SE MANIFESTARÁ VITORIOSA PELO NOSSO TESTEMUNHO EXTERIOR.


Vasilhas ou latas cheias não fazem tanto barulho; as latas vazias fazem muito mais barulho que as cheias. “... não reconhece, porém que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego, e que está nu” (Ap 3.7b); retrato da Igreja moderna, tem quantidade de membros, recursos financeiros, programações litúrgicas, mas falta o poder de Deus.


Não reconhece, porém que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que está nu”: Quando não se trajam vestes santificadas e de justificação. Só o traje do Espírito Santo esconde a nudez da alma.


DEUS QUER QUE PAGUEMOS O PREÇO PARA VER O INVISÍVEL, O SOBRENATURAL, O QUE REALMENTE TEM VALOR E QUE CONTA NA VIDA ESPIRITUAL.


Os olhos são os órgãos mais sensíveis do corpo; qualquer cisco nos atrapalha. Colírio neles! Os olhos de nosso espírito precisam estar sensíveis também ao pecado. Colírio do Espírito Santo neles: “não reconhece que é ... cego...” (Ap 3.17b).


A Igreja está cega quando só vê pedras, cifrões, matéria, aparelhagem, números, shows, sem enxergar a glória do céu e nem o suplício que emana do inferno. A Igreja é cega quando não vê Deus operar.


É tempo de mudarmos este quadro, este cenário, esta situação em nossa vida e na vida da Igreja.


Que Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe!


 

www.santovivo.net


 

FALE CONOSCO/PERGUNTA BÍBLICA

CANAL DE BENÇÃO