SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
A Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus

A BÍBLIA SAGRADA É A PALAVRA DE DEUS

*J. Dias


A Bíblia Sagrada é o livro mais amado e mais odiado do mundo. Existem pessoas que dedicaram ou dedicam suas vidas em defender as Sagradas Escrituras. Existem pessoas que dedicaram ou dedicam toda à vida para perseguir a Bíblia. Existem revistas e outras literaturas que fazem de tudo para mostrar as verdades bíblicas. Existem revistas e outros tipos de mídia que seu único objetivo é tentar provar que a Bíblia não é um livro verdadeiro.


Desde que os Cristãos iniciaram suas atividades evangelizadoras, cumprindo o mandamento de Jesus “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16.15), que se levantaram pessoas e seitas, para contestar o que era ensinado. Primeiro pelos apóstolos e hoje por nós.


Para estarmos do lado correto é preciso conhecer a Bíblia, crer que ela é a Palavra de Deus e defende-la com convicção. É preciso acreditar que a inspiração é total, que ela é a verdade. Se você diz que crê, mas tem dúvidas, será facilmente contestado pelos integrantes de seitas que vivem procurando brechas para poderem levar pessoas para seu lado, tirando-as do caminho da salvação.


Existem pessoas pregando que a Bíblia contém a Palavra de Deus. Não é verdade. A Bíblia é a Palavra de Deus. Nisto não podemos negociar nem retroagir. Se nós acharmos que só parte da Bíblia foi inspirada por de Deus, teremos sérios problemas para indicar onde está a Palavra de Deus e onde não está. Tornaremos a Bíblia totalmente desacreditada, como é o desejo de muitas seitas e heresias.


Não tenha dúvidas, a Bíblia é a Palavra de Deus. Foi escrita por homens inspirados por Deus. Em seus 66 livros, escritos por mais de 40 autores, num período de mais ou menos 1500 anos, não há contradições. Nas muitas traduções que existem, não há erros ou distorções que comprometam a fidelidade do texto original.


João Calvino não gastou muito tempo tentando explicar precisamente como as Escrituras foram inspiradas. Entretanto, ele afirmou claramente a origem divina da Bíblia, como em seu Comentário sobre 2 Timóteo 3.16:


"Todos os que desejam beneficiar-se das Escrituras devem primeiro aceitar isso como princípio determinado, ou seja, que a lei e os profetas não são ensinamentos transmitidos pelo prazer dos homens ou produzidos pelas mentes humanas como sua fonte, mas são ditadas pelo Espírito Santo. Devemos as Escrituras a mesma reverência que devemos a Deus, já que sua fonte está nele e não há nada de origem humana misturado a elas. (CNTC 10, p. 330)".


Calvino acreditava que a Bíblia era a "escola do Espírito Santo". Seus escritores foram instrumentos, orgãos, amanuenses do Espírito Santo. (INSTITUTAS, IV, VIII, 9)


Toda vez que a arqueologia começa a trabalhar para contestar a Bíblia, acaba sempre descobrindo sítios arqueológicos que confirmam as histórias e localidades citadas pelos escritores bíblicos. A cada tentava de contestação histórica, transforma-se em confirmação das verdades bíblicas.


Portanto, não tenha dúvidas, a Bíblia é totalmente confiável. Estude com prazer e entendimento e não se deixe enganar. Quem tenta contestar a Bíblia geralmente usa versículos fora do contexto. Para esse tipo de argumentos, você quase sempre encontra a resposta no próprio texto citado, basta uma leitura completa e atenciosa. Se não encontrar a resposta, procure pessoas que possam ajudá-lo. O importante é nunca se deixar enganar.


Ao Senhor Deus e só ao Senhor, toda glória, para sempre. Amém!


*Editor do Site

www.santovivo.net

 


FALE CONOSCO/PERGUNTA BÍBLICA

CANAL DE BENÇÃO